Regina Corrêa

Regina Corrêa vem desenvolvendo projetos na área de fotografia, especialmente voltados para questionamentos de identidade e memória, buscando para isso apropriações de imagens entre outras construções de imagens.

Formada em Letras em 1983, e em Artes Plásticas pela Universidade de Brasilia – UnB, desenvolveu seu projeto final com o trabalho Memórias de Infância, instalação exposta na CAL – Casa da Cultura da América Latina, em 2002. Após um longo período, voltou a buscar novos desafios na área de fotografia. Em 2016, apresentou trabalhos em Havana, no Noviembre Fotográfico, no Panorama f/508 de Fotografia, idealizado pela Fototeca de Cuba.

Participou da exposição Onde Anda a Onda 2016, no Museu da República, Brasília.
Atualmente expõe trabalhos na Galeria do Espaço f/508 e no Quintal Café. Participa de grupos de estudos de fotografia, onde prevaleça um aprofundamento conceitual para o desenvolvimento de linguagens autorais.

No momento, integra um grupo interartes, com foco na associação de fotografia e literatura, e outro ligado à construção de imagens por meio do estudo da Gestalt.

Caixa de Costuras

Sobre as páginas de um livro do início do Séc. XX, assomam sentenças e expressões que, sublinhadas e costuradas com fio vermelho, trazem ao presente fragmentos de histórias passadas.

Em Caixa de Costuras, a vida corre por um fio… no fio da vida. Memórias vivas saltam de suas páginas e movem-se no tempo até o presente. À medida que as imagens são percebidas, surge a poética do devaneio e ambas, fotografia/imagem e literatura/palavras, se fundem para o observador buscar a própria memória e, na sua percepção, impregná-la de suas lembranças.

“Para evocar o passado em forma de imagem, é preciso poder abstrair-se da ação presente, é preciso saber dar valor ao inútil, é preciso querer sonhar.” Henri Bergson, iMatéria e Memória – Ensaio sobre a relação do corpo com o espírito.

Valores

Caixa de Costuras
tamanho: 18 x 12 cm
tiragem: 10
valor: R$350,00

Dos Vazios que me Habitam

Dos Vazios Que Me Habitam é um díptico feito a partir de colagens, cianotipias e impressão digital em folhas de papel de livros antigos. O envolvimento com as memórias afetivas de álbuns de família tem se consolidado ao longo do trabalho. São composições que levam a questionamentos de identidade e relações humanas. A ideia da solidão aqui é reforçada, diante da grandiosidade da existência e do passageiro, do mundano.

A incessante busca pela delicadeza e pela poesia na construção das imagens é uma tentativa de transformar, por meio de ressignificações, conteúdos muitas vezes ásperos e difíceis de serem elaborados psicologicamente.

Valores

Dos Vazios que me Habitam
tamanho: 14 x 8,5cm
tiragem: 20
preço: R$180,00

Todas as fotos estão à venda impressas em papel de algodão, assinadas e numeradas pela fotógrafa. Para encomendar a sua foto, entre em contato através do email:  galeria@f508.com.br