O Dono da Capa | The Miracle

capa_queen

Lançado em 1989, The Miracle foi o 12º disco da banda britânica Queen e o penúltimo gravado antes da morte do vocalista Freddie Mercury, em 1991. O álbum, iniciado após o diagnóstico de HIV de Mercury, seria inicialmente intitulado “The Invisible Man”, mas três semanas antes do lançamento, segundo o baterista Roger Taylor, o grupo decidiu mudar o nome disco para The Miracle.

À época de seu lançamento, o álbum alcançou o primeiro lugar no Reino Unido, Áustria, Alemanha, Holanda e Suíça. A música que dá título ao disco, The Miracle, é uma das mais complexas compostas por Freddie Mercury em seus últimos anos de vida. A melodia foi resultado de uma co-autoria com o baixista John Deacon e toda a banda deu suas contribuições para a letra e o arranjo da canção.

A arte da capa de The Miracle utilizou a mais avançada tecnologia da época em manipulação de imagem para combinar fotografias dos rostos dos quatro integrantes da banda em uma única imagem, metamorfoseada. A ideia de abrir o álbum desta forma estava alinhada às decisões do grupo em dispensar créditos individuais e simplesmente apresentar sua música como um produto do Queen. A capa traseira do disco traz os olhos dos integrantes da banda também em sequência.

A imagem que abre o 12º disco do Queen foi realizada pelo fotógrafo – e também músico – Simon Fowler. Após estudar fotografia e fine art em Amersham, Fowler começou sua carreira fotográfica com o LFI (London Features), fotografando famosos para divulgação na imprensa. Lá, conheceu Paul Cox, com quem estabeleceu parceria no início da década de 1980. Em seu estúdio Fulham receberam nomes significativos da vibrante cena musical dos anos 80.

Além de uma clientela que incluía as principais empresas da indústria fonográfica pop, Fowler também trabalhou para editoras de livros e revistas, selos de música clássica, fotografando figuras diversas como escritores, atletas, comediantes e atores. Seu portfólio reúne centenas de capas de livros, discos e cartazes de teatro.

Com um trabalho majoritariamente voltado para o retrato, Simon Fowler atualmente reside em Londres e continua fotografando pessoas. O fotógrafo vem reunindo um conjunto de imagens pessoais com o intuito de lançar um livro, cujo título provisório é “That’s nice, what the fuck is it?”.

Conheça mais sobre o trabalho de Simon Fowler aqui.