José A. Figueroa: Um Autorretrato Cubano

por Beatriz Chaves

Na última quarta-feira, participamos de uma visita guiada na exposição José Figueroa: Um Autorretrato Cubano, com a curadora Cristina Figueroa. A mostra fica em cartaz de 7 de junho a 19 de agosto na Caixa Cultural de Brasília, e apresenta uma retrospectiva dos 50 anos de trabalho do fotógrafo cubano, com 69 imagens que acompanham várias fases do desenvolvimento de Cuba. Figueroa é considerado um precursor na transição da fotografia documental para a conceitual, seus registros ilustram questões sociais como o exôdo para os Estados Unidos na década de 60, além da guerra em Angola, de representações das consequências da queda do muro de Berlim e do ataque às Torres Gêmeas no 11 de setembro.

A obras apresentadas contam histórias necessárias e estão, assim como o fotógrafo, visitando o Brasil pela primeira vez. Com 71 anos, Figueroa é considerado um dos maiores expoentes da fotografia conceitual na América Latina. Durante nossa visita, assumiu nutrir desde sempre uma curiosidade com relação à cidade de Brasília e nos deixou ávidos para conhecer seus registros e representações de mais essa cidade.

Suas obras representam um exercício permanente de introspecção e síntese visual e nas palavras da curadora Cristina Figueroa Vives: a exposição é, sem pretensão, uma breve antologia da obra de José e uma crônica dedicada a todos que desejam entender a história cubana de forma complexa e excepcional.

O horário de funcionamento da Caixa Cultural é de terça a domingo de 9h às 21h, aproveitem!

Siga o f/508 nas redes sociais:

facebook

instagram

pinterest

twitter